Notícias

SINDOJUS/PI SOLICITA MUDANÇAS À CORREDORIA

 

Em reunião com o Corregedor Geral da Justiça, Des. Sebastião Ribeiro Martins e os juízes auxiliares da corregedoria, Dr. José Airton Medeiros e Max Paulo, a diretoria do SINDOJUS/PI, na manhã de hoje (27/05/15), apresentou problemas e possíveis sugestões no sentido de corrigir e otimizar o trabalho desenvolvido pelos oficiais de justiça piauienses.

Inicialmente fora apresentado pelo sindicato as dificuldades enfrentadas pela categoria em razão da inadequada distribuição da força de trabalho aliado a insuficiência de oficiais de justiça nos quadros do TJ-PI, acarretando, assim, sobrecarga de trabalho, bem como a precarização da prestação jurisdicional.

Fazendo uso da palavra o coordenador jurídico do SINDOJUS, Adriano Brandão, foi pedagógico ao enfatizar que há a necessidade imperativa da distribuição racional da força de trabalho dos oficiais de justiça, principalmente nas comarcas de grande movimentação processual, sob pena de se penalizar injustamente servidores cumpridores dos seus deveres funcionais; enfatizando, ainda, que a inexistência de uma distribuição equitativa da demanda, além de submeter alguns servidores a uma sobrecarga extenuante de trabalho, precariza, sobremaneira, a prestação jurisdicional. Citou como exemplo a comarca de Teresina onde existem muitos oficiais de justiça subutilizados e até mesmo em flagrante desvio de função.

Na oportunidade fora cobrado, também, providências quanto à confecção dos mandados judiciais que estão sendo expedidos sem a qualificação devida das partes e/ou testemunhas, com endereços incompletos e em muitas situações em duplicidade, dificultando, assim, o trabalho executado pelos oficiais de justiça.

Após ouvir atentamente as reivindicações dos representantes do SINDOJUS/PI, o Corregedor, Des. Sebastião Ribeiro Martins, assegurou que irá analisá-las com bastante atenção e presteza, reafirmando que é compromisso seu, frente à Corregedoria do TJ, em acolher às sugestões advinda das entidades de classe que venham no sentido de melhorar a prestação jurisdicional.  

Quanto à confecção dos mandados judiciais, no que tange a qualificação das partes e testemunhas, os juízes auxiliares da corregedoria, Dr. José Airton Medeiros e Dr. Max Paulo, foram unânimes e enfáticos em afirmar que serão adotadas todas as providências no sentido de corrigir a deficiência de informações apresentada pelo SINDOJUS.  

IMPRIMIR
Comentarios

Nome:

Email:

Código*
cdigo captcha

Comentario: